Acessibilidade
Portal da transparencia

Trabalho de construção do PPA encerra mais uma etapa

Um esforço de mobilização que resultou na participação de 209 servidores em pouco mais de uma semana, encerrou-se hoje, dia 24, a etapa  de oficinas técnicas para o alinhamento de proposta ao Plano Plurianual (PPA) 2020-2023. As sugestões aos projetos estruturantes agora serão inseridas no Sistema Integrado de Planejamento, Orçamento e Gestão do Estado do Amazonas (SPLAM). Em setembro, o projeto do PPA estará concluído para ser enviado à Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), onde deve ser votado até o final do ano.

A dinâmica de elaboração do PPA neste exercício contemplou o engajamento dos gestores de forma intensiva. No dia 10 de julho, uma reunião comandada pelo vice-governador Carlos Almeida Filho, na Secretaria de Administração (Sead), contou com a presença de todos os titulares da administração pública direta e indireta, um evento representativo que contou com a presença de aproximadamente 140 servidores.

Um total de 19 projetos estruturantes na área de educação, saúde, infraestrutura e logística, meio ambiente e sustentabilidade, entre outros setores estratégicos para o desenvolvimento do Amazonas, foi inserido no Plano Plurianual (PPA).

Entre esses projetos, o Biópolis Amazonas despontou como uma proposta inovadora de aproveitamento dos recursos da biodiversidade do Amazonas para a geração de riqueza à população. Envolvendo cinco secretarias de Governo, o projeto contempla a criação de um complexo tecnológico com vertente internacional, educacional, cultural e econômica, a partir de cinco eixos de intervenções: Turismo, Mineração Sustentável, Polos Agroindustriais, Agricultura Peri-Urbana e Produção de Proteínas Alternativas, na esfera do desenvolvimento regional. Em Manaus, está previsto a criação de parques tecnológicos, científico e digital.

OFICINAS TÉCNICAS 

As oficinas técnicas para a sistematização das propostas começaram no dia  16 de julho. As reuniões de trabalho foram realizadas nos turnos da manhã e da tarde. Os 209 técnicos que participaram das oficinas foram agrupados por eixos temáticos, ou seja, uma secretaria pode ter técnicos distribuídos em vários projetos. A Seplancti, por exemplo, participa de sete grupos técnicos.

O primeiro programa estruturante a ser trabalhados foi o Amazonas Seguro- Sistema Prisional, com a participação de servidores de todos os órgãos de segurança, mais o Corpo de Bombeiro e Detran. No mesmo dia dia aconteceu a reunião do grupo estruturante Educar para Transformar e Educar para Desenvolver, com técnicos da Seduc, Cetam, Funtec e Fundação Estadual do Índio (FEI).