Acessibilidade
Portal da transparencia

Histórico Desenvolvimento Sustentável

Arranjos Produtivos Locais – APLs

O que é APL

Arranjos Produtivos Locais(APLs) são o conjunto de empresas, produtores e instituições que, em um mesmo território, mantêm vínculos de cooperação. Com produtos semelhantes, participam da mesma cadeia produtiva, utilizam insumos comuns, necessitam de tecnologias semelhantes e informações sobre os mesmos mercados. Um APL é a prioridade definida por uma região para o seu desenvolvimento econômico.

Benefícios
  • Desenvolver as vocações, potencialidades e oportunidades locais;
  • Ampliar a capacidade competitiva duradoura;
  • Melhorar a inserção competitiva e sustentável no mercado nacional e internacional;
  • Ajudar a inclusão social pela via de empreendedorismo;
  • Incrementar o Protagonismo local – atores ou rede de atores locais liderando processo de
  • APLs Reconhecidos no Amazonas
APLs Artesanato Regional
Localização
  • APL Artesanato Alto Solimões: Atalaia do Norte, Amaturá, Benjamin Constant e Tabatinga;
  • APL Artesanato Alto Solimões: Atalaia do Norte, Amaturá, Benjamin Constant e Tabatinga;
  • APL Artesanato Rio Negro: Barcelos, Santa Isabel e São Gabriel da Cachoeira;
  • APL Artesanato Outros Municípios: Manacapuru, Maués, Parintins e Presidente Figueiredo.
Número de Artesãos
  • 3200
APLs Base Mineral
Localização
  • APL Calcário: Apuí, Maués, Novo Aripuanã e Urucará;
  • APL Caulim: Manaus e Rio Preto da Eva;
  • APL Ouro: Apuí, Humaitá e Novo Aripuanã;
  • APL Cerâmico-Oleiro: Barcelos, Careiro do Castanho, Careiro da Várzea, Iranduba, Itacoatiara, Manacapuru, Manaquiri, Manaus e Parintins;
  • APL Potássio (Silvinita): Autazes, Itacoatiara e Nova Olinda do Norte.
Plano de Desenvolvimento Preliminar

Plano de Desenvolvimento Preliminar é um documento de articulação local que contempla informações a respeito: dos desafios e oportunidades de negócio dos APLs de suas ações que estão sendo implementadas ou até mesmo as que estão sendo desenvolvidas a fim de transformar as oportunidades em investimentos, buscando assim resultados para o desenvolvimento sustentável local.

Plano de Desenvolvimento Preliminar – Base Mineral

APL Construção Naval
Localização
  • APL Naval: Barcelos, Iranduba, Itacoatiara, Manacapuru, Manaus, Novo Airão, Parintins e São Sebastião do Uatumã.
Número de Empresas
  • 300
Plano de Desenvolvimento Preliminar

Plano de Desenvolvimento Preliminar – Construção Naval

APL Fécula e Farinha de Mandioca
Localização
  • APL Fécula e Farinha de Mandioca: Autazes, Careiro do Castanho, Iranduba, Itacoatiara, Manaquiri, Manicoré, Maraã, Parintins, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Tefé e Uarini.
Plano de Desenvolvimento Preliminar

Plano de Desenvolvimento Preliminar – Fécua e Farinha de Mandioca

APL Fitoterápicos e Fitocosméticos
Localização
  • APL Fitoterápicos e Fitocosméticos: Barreirinha, Manaquiri, Presidente Figueiredo e Silves.
Plano de Desenvolvimento Preliminar

Plano de Desenvolvimento Preliminar – Fitoterápicos e Fitocosméticos

APL Madeira, Móveis e Artefatos
Localização
  • APL Madeira, Móveis e Artefatos: Benjamin Constant, Itacoatiara, Manacapuru, Manicoré, Maués, Parintins, Tabatinga e Tefé.
Plano de Desenvolvimento dos APLs

Plano de Desenvolvimento Preliminar – Madeira, Móveis e Artefatos

APL Polpas, Extratos e Concentrados de Frutas Regionais
Localização
  • APL Açaí: Anamã, Benjamin Constant, Codajás, Carauari e Humaitá;
  • APL Guaraná: Apuí, Maués e Urucará.
Plano de Desenvolvimento dos APLs

Plano de Desenvolvimento Preliminar – Polpas, Extratos e Concentrados de Frutas Regionais

APL Produção de Pescado
Localização
  • Matrinxã: Benjamin Constant, Iranduba, Manacapuru, Novo Airão, Rio Preto da Eva e Tabatinga;
  • Peixes Ornamentais: Benjamin Constant, Barcelos, Novo Airão e Santa Isabel do Rio Negro;
  • Pirarucu: Benjamin Constant, Manacapuru, Presidente Figueiredo (Balbina) e Rio Preto da Eva;
  • Tambaqui: Amaturá, Atalaia do Norte, Autazes, Fonte Boa, Humaitá, Jutaí, Manacapuru, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Santo Antônio do Içá, Tabatinga e Tonantins.
Plano de Desenvolvimento dos APLs

Plano de Desenvolvimento Preliminar – Produção de Pescado

APL Produtos Florestais não Madeireiros
Localização
  • Borracha (Látex): Boca do Acre, Borba, Canutama, Carauari, Eirunepé, Itamarati, Lábrea, Manicoré e Tapauá (quatro mil famílias beneficiadas);
  • Cacau: Autazes, Borba, Careiro da Várzea, Careiro do Castanho e Manaquiri;
  • Castanha: Anamã, Amaturá, Beruri, Boca do Acre, Borba, Coari, Lábrea, Manicoré, Pauini e Tapauá;
  • Produtos e Serviços Ambientais:
  • a. Fibras (Juta, Malva e Piaçaba), Resinas, Óleos Vegetais, entre outros: Apuí, Atalaia do Norte, Autazes, Barcelos, Boca do Acre, Carauari, Careiro da Várzea, Eirunepé, Itamarati, Juruá, Jutaí, Lábrea, Manacapuru, Manaquiri, Manicoré e Parintins;
  • b. Melipolicultura: Boa Vista do Ramos, Itacoatiara, Rio Preto da Eva e Presidente Figueiredo;
Plano de Desenvolvimento dos APLs

Plano de Desenvolvimento Preliminar – Produtos Florestais não Madeireiros

APL Turismo Ecológico e Rural
  • APL Turismo Ecológico e Rural: Barcelos, Benjamin Constant, Manacapuru, Manaus, Maués, Novo Airão, Parintins, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva e Tabatinga.
Plano de Desenvolvimento dos APLs

Plano de Desenvolvimento Preliminar – Turismo Ecológico e Rural

Mapeamento dos APLs do Estado do Amazonas
Núcleo Estadual de Arranjos Produtivos Locais – NEAPL

Criado pelo Governo do Estado, conforme Decreto nº. 26.957, de 03 de setembro de 2007, como sugestão do Governo Federal, e Reinstituído pelo Decreto Nº 36.601, de 30 de dezembro de 2015, tendo como finalidade apoiar os diversos setores econômicos, que se organizem ou

estejam organizados, conforme as diretrizes que norteiam as políticas públicas de desenvolvimento de APLs, sendo composto por uma Coordenação Geral, um Comitê Técnico e por Grupos de Estudos.

Distritos Agroindustriais das Cidades Polos

Os Distritos de Desenvolvimento Regional dão forma a um arranjo que propõe um diferencial às microrregiões do Estado do Amazonas, visando promover maior dignidade ao habitante do interior do Estado, através da capacitação técnica, criação de novos postos de trabalho e da geração de renda com preservação ambiental.

Objetivo
  • Aumentar o número de postos de trabalho;
  • Melhorar as condições da estrutura do ambiente de trabalho;
  • Melhorar as condições da qualidade de vida no trabalho;
  • Maior desenvolvimento das empresas;
  • Manter e melhorar a estrutura física das unidades;
  • Melhorar a qualidade de vida no Interior do Amazonas;
  • Fortalecer a atuação econômica e social do Estado no Desenvolvimento Regional
Localização e Potencialidades a serem trabalhadas

Potencialidades a serem trabalhadas

  • Distrito Agroindustrial de Rio Preto da Eva –  DARPE
  • Distrito de Desenvolvimento Regional Manacapuru – Iranduba ( DDRMI)
Polo Industrial de Manaus
Plano Regional de Desenvolvimento da Amazônia (PRDA)
  1. Prda – projeto br-319
  2. Prda – projeto br-307
  3. Prda – projeto estrada zf – 7
  4. Prda – projeto distrito agroindustrial Rio Preto da Eva 2019
  5. Prda – projeto distrito de desenvolvimento regional Manacapuru-Iranduba – ddrmi
  6. Prda – projeto – zoneamento ecológico econômico
  7. Prda – projeto apl naval
  8. Prda – projeto recuperação e manutenção das rod.est. Ramais br-319
  9. Prda – projeto apl pescado
  10. Prda – projeto apl fitoterápico_cosmético
  11. Prda – projeto resíduos sólidos
  12. Prda – projeto pecuária
  13. Prda – projeto central de recepção, armazenamento e comercialização do pescado
  14. Prda – projeto entreposto da pesca ornamental
  15. Prda – projeto recursos hídricos – monitoramento qualidade de águas
  16. Prda – projeto recursos hídricos
  17. Prda – projeto – recursos hídricos – elaboração plano de contingencia
  18. Prda – projeto apl de polpas, extratos e concentrados de frutas regionais
  19. Prda – projeto apl artesanato do alto solimões
  20. Prda – projeto apl de madeira, móveis e artefatos
  21. Prda – projeto apl de fécula e farinha de mandioca
  22. Prda – projeto apl de base mineral cerâmico-oleiro
  23. Prda – projeto apl de turismo ecológico e rural
  24. Prda – projeto cadeia de valor da madeira manejada – pmfspe
  25. Prda – projeto de desenvolvimento da pesca ornamental no estado do Amazonas
  26. Prda – projeto avicultura de corte e postura
  27. Prda – projeto progetur
  28. Prda – projeto fortalecimento dos serviços de assistência técnica e extensão rural no estado do Amazonas
  29. Prda – projeto fortalecimento da cadeia produtiva da fruticultura no estado do amazonas
  30. Prda – projeto fortalecimento das cadeias de valor de produtos florestais não madeireiros equipamentos sepror_2
  31. Prda – projeto aprimoramento da cadeia da madeira manejada nos principais municípios produtores do estado do Amazonas
  32. Prda – projeto promanejo florestal
  33. Prda – projeto duplicação e recuperação da rodovia estadual am-010
  34. Prda – projeto aeródromos
  35. Prda – projeto mobilidade urbana
  36. Prda – projeto mobilidade intermunicipal da rmm (terminal rodoviário metropolitano)
  37. Prda – projeto implantação do centro cultural ajuricaba.
  38. Prda – projeto implementação do laboratório de arqueologia Alfredo Mendonça
  39. Prda – projeto implantação do centro de cultura popular do amazonas
  40. Prda – projeto expedição cultural
Zoneamento Ecológico Econômico (ZEE)

Zoneamento Ecológico-Econômico do Estado (ZEE/AM), instrumento da Política Nacional do Meio Ambiente, regulamentado pelo Decreto Federal nº 4.297, de 10 de julho de 2002, é um processo dinâmico de identificação, controle e avaliação das potencialidades ecológicas, sociais e econômicas do território, em áreas temáticas definidas, obedecidas as alternativas previstas no artigo 131, § 1º, da Constituição do Estado, que resulta no estabelecimento de referências para uso do espaço territorial, com objetivo viabilizar o desenvolvimento sustentável estadual a partir da compatibilização do desenvolvimento socioeconômico com a proteção ambiental.

Nota: As regiões beneficiadas será todo o estado do Amazonas

Rede Nacional de Informações sobre o Investimento (RENAI)

Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE)

Indicadores de Desenvolvimento